Aves - Graphics, Graficos e Glitters Para Orkut

Confira mais gráficos para Aves em ScrapsWEB.com.br

Sobre aves

A maioria das aves está adaptada ao voo, o que é evidenciado por muitas características, como a modificação dos membros anteriores em asas e a presença de penas, que auxiliam no voo por serem constituídas de material leve, com estrutura e forma que facilitam o deslocamento e a permanência no ar.
Além da presença das asas e das penas, as aves atuais apresentam as seguintes características:
Esqueleto formado em grande parte por ossos pneumáticos (ossos cheios de ar), portanto ocos e pouco densos (leves);
Corpo compacto e cauda reduzida;
Corpo aerodinâmico, facilitando o deslocamento na massa de ar;
Osso esterno nas aves voadoras com expansão para a frente, denominada quilha ou carena, onde se prendem os músculos peitorais, responsáveis pelo batimento das asas - os pequenos peitorais são os levantadores das asas e os grandes peitorais são os abaixadores, realizando os movimentos mais vigorosos, principais responsáveis pelo deslocamento das aves no ar;
Bico adaptado ao tipo de alimentação, mas sem dentes, o que contribui para a redução do peso do animal;
Reprodução ovípara, com ovos semelhantes aos dos répteis;
Pulmões compactos, com expansões denominadas sacos aéreos, que se enchem de ar, contribuindo para a respiração e para a redução do peso das aves. Além de servirem como reserva de ar, os sacos aéreos preenchem vários espaços do corpo, penetrando inclusive nos ossos pneumáticos;
Visão e audição bem desenvolvidas. Possuem estrutura denominada siringe, que está localizada na traquéia e é responsável pela emissão de sons;
A pele das aves é seca, sem glândulas, mas na maioria das espécies existe na região caudal uma glândula denominada glândula uropigeana, que produz uma secreção oleosa. Essa secreção é retirada pelo animal com o bico e espalhada sobre as penas, que, assim, se mantém  flexíveis e impermeáveis;
Alimentação variada, de acordo com a espécie. O tamanho e o formato do bico estão ligados ao tipo de alimentação.
Além da forma do bico, o sistema digestório das aves apresenta diferenças em função do hábito alimentar.
Nas aves granívoras, o esôfago apresenta uma dilatação chamada papo, que armazena e amolece o alimento deglutido. A seguir, o alimento passa para o estômago, que nessas aves, é dividido em dois compartimentos: o químico e o mecânico. No estômago químico, os alimentos são transformados em substâncias mais simples; no mecânico ( ou moela ), os alimentos duros são fragmentados.Na moela, podem ser encontradas pedras ingeridas pela ave, que contribuem para a trituração do alimento. Do estômago, o alimento parcialmente digerido passa para o intestino, onde ocorre a etapa final da digestão. Resíduos da digestão formam as fezes, que no caso das aves mistura-se com a urina, formando uma massa pastosa chamada guano, que é eliminada do corpo pela cloaca.
Nem todas as aves são voadoras. As aves não-voadoras possuem as asas atrofiadas. Os pinguins, no entanto, possuem asas bem desenvolvidas, mas não voam; usam as asas para nadar e são excelentes nadadores.

Morfologia externa das aves