Aves - Graphics, Graficos e Glitters Para Orkut

Confira mais gráficos para Aves em ScrapsWEB.com.br

Tesourinha

(Tyrannus savana)
Ordem Passeriformes
Família Tyrannidae



Razoavelmente comum em campos sujos, pastos com árvores e pomares. No frio migra para o Norte. O macho mede aproximadamente 38 a 40 cm e a fêmea mede entre 28 e 30 cm (a cauda da fêmea é menor) 

Características: Cabeça preta; costas cinzentas; asa escura. Longa cauda preta em tesoura. Costuma pousar sobre moitas e árvores, também pousa em fios. Na época da reprodução é vista em casal, em outras épocas costuma migrar em bandos. 

Alimentação: Frutos (sem sementes) são a maior fonte de alimentação durante a migração. Se alimenta também de insetos, os quais captura em voos graciosos.

Reprodução: O ninho é construído pelo casal com gravetos de forma rala, é comum os ovos e os filhotes serem derrubados pelo vento. Os pais se revezam na criação dos filhotes. 

Nome científico: 

Para visualizar mais imagens desta ave clique aqui. 
Referências: 
FRISCH, Johan Dalgas e outros. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem. São Paulo, ed. Dalgas Ecoltec, 2005. 
GWYNNE, John A. e outros (tradução Martha Argel). Aves do Brasil Pantanal e Cerrado. São Paulo, ed. Horizonte, 2010.
Tesourinha-Fauna-Terra da Gente. Disponível em : http://eptv.globo.com/terradagente/0,0,2,413;4,tesourinha.aspx. Acesso em: 17/02/2012. 
Tesourinha (Tyrannus savana)Wikiaves. Disponível em: http://www.wikiaves.com.br/tesourinha. Acesso em; 17/02/2012.

Corruíra

(Troglodytes musculus)
Ordem Passeriformes
Família Troglodytidae




Comum em ambientes abertos, evitando florestas extensas; muito numerosa em cidade. Mede aproximadamente 11,5 cm. Também conhecida como garrincha ou cambaxirra.

Características: Marrom, mais clara em baixo, rajado escuro na asa e cauda, cauda arrebitada. O canto é um gorjeio melodioso repetido com insistência.  Vive em quase sempre em casais, algumas vezes solitária, geralmente mansa.

Alimentação: Alimenta-se de pequenos insetos, que captura enfiando o bico em frestas, pequenas cavidades e  entre a folhagem baixa.

Reprodução: Constroem o ninho em todo tipo de cavidade, em frestas muito pequenas. O ninho é feito com gravetos, folhas, raízes, sementes e diversos materiais. Põe de 3 a 6 ovos. Os pais se revezam nos cuidados com os filhotes.

Nome científico: Troglodytes do grego troglodutes = habitante de caverna, gruta (trogle = buraco + duo = entra.

Para visualizar mais imagens desta ave clique aqui.
Referências:
FRISCH, Johan Dalgas e outros. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem. São Paulo, ed. Dalgas Ecoltec, 2005.
GWYNNE, John A. e outros (tradução Martha Argel). Aves do Brasil Pantanal e Cerrado. São Paulo, ed. Horizonte, 2010.
Corruíra-Fauna-Terra da Gente. Disponível em: http://eptv.globo.com/terradagente/0,0,2,436;4,corruira.aspx. Acesso em: 04/02/2012.
Corruíra  (Troglodytes musculus) Wikiaves. Disponível em: http://www.wikiaves.com.br/corruira. Acesso em: 04/02/2012.

João-de-barro

(Furnarius rufus)
Ordem Passeriformes
Família Furnaridae


Comum, de ampla ocorrência em áreas abertas, pastos e também em cidades. Mede aproximadamente 18 cm.

Características: Coloração marrom por cima, mais cinzento na coroa, por baixo mais claro, garganta e meio da barriga brancos. Vive geralmente aos casais. Canto forte, dado em dueto pelo casal. Caminha pelo solo com andar típico, alternando pequenas corridas com intervalos, nos quais anda mais devagar.

Alimentação: cupins, formigas, minhocas e possivelmente moluscos. Costuma caminhar pelo chão em busca de insetos, revirando folhas secas.

Reprodução: O casal constrói um ninho em formato de forno, feito geralmente com barro úmido, esterco e palha, não utilizam o mesmo ninho por dois anos seguidos, constroem um novo a cada ano, ás vezes reparam ninhos antigos, podem construir ninhos novos em cima ou ao lado do ninho antigo; depois de abandonado, o ninho é utilizado por outras aves como canário-da-terra, tuim e até por abelhas. Constroem o ninho geralmente em árvores, mas nas cidades onde não há muitas árvores, costumam construir ninhos em postes.  A construção do ninho demora entre 18 e 30 dias. Põe entre 3 e 4 ovos. No interior do ninho há uma parede que separa entrada e câmara incubadora, construída para diminuir a corrente de ar e proteger de possíveis predadores.

Nome científico: Furnarius do latim furnaria = forneiro ( referência ao modo como constroem o ninho) e rufus do latim rufus = rubro, vermelho.

Curiosidades: Há varias lendas sobre esta ave, uma delas diz que por ser uma ave muito fiel, quando o macho descobre que foi traído, fecha a saída do ninho, trancando a fêmea para sempre.

Referências:
FRISCH, Johan Dalgas e outros. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem. São Paulo, ed. Dalgas Ecoltec, 2005.
GWYNNE, John A. e outros (tradução Martha Argel). Aves do Brasil Pantanal e Cerrado. São Paulo, ed. Horizonte, 2010.
João-de-barro-Fauna-Terra da Gente. Disponível em: http://eptv.globo.com/terradagente/0,0,2,124;4,joao-de-barro.aspx. Acesso em: 04/02/2012.
João-de-barro (Furnarius rufus) Wikiaves. Disponível em: www.wikiaves.com.br/joao-de-barro. Acesso em: 04/02/2012.